Reforma trabalhista pode reduzir contribuição para o INSS

A entrada em vigor da reforma trabalhista, em novembro, é vista por um grande número de empresas como oportunidade para economizar, principalmente com encargos previdenciários. Muitas estudam mexer na remuneração variável para reduzir suas contribuições para o INSS.

Hoje, não incide contribuição previdenciária sobre diárias de viagens até 50% do salário do empregado. Com a reforma trabalhista,  desaparece esse percentual e os empregadores poderão excluir da base de cálculo das contribuições ao INSS tudo o que for pago .

Fonte: Suporte Consult