PETROS aprova plano de equacionamento de deficit

A Petros apresentou ontem o seu plano de equacionamento de um déficit que chegará aos R$ 27,7 bilhões no final deste ano, no caso de seu principal plano, o PPSP, o de benefícios definidos criado em 1970 para os funcionários da Petrobrás.

Os participantes terão suas contribuições elevadas ao longo de 18 anos, afetando 64 mil aposentados e 13 mil trabalhadores ativos. Em alguns casos, o aumento atingirá 19,2%.

O plano de equacionamento foi aprovado ontem pelo Conselho Deliberativo.
Fonte:  O Globo e O Estado de S. Paulo